Reforma garante segurança no embarque para a Ilha do Mel

Data:

Turistas, moradores e comerciantes aprovaram a reforma do trapiche do Terminal Aquaviário de Pontal do Paraná. Em fase de conclusão, a obra no Litoral é fruto do convênio de delegação firmado em 2016 pela Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística, com anuência do Instituto das Águas do Paraná, delegando à prefeitura a operação, gestão e exploração do terminal de embarque de passageiros para a Ilha do Mel.

“A revitalização do terminal aquaviário envolve a melhoria do trapiche, banheiros e cercamento do terminal para aumentar a segurança”, diz Josil do Rocio Voidela Baptista, coordenadora de Gestão de Planos e Programas da Secretaria. A reforma está sendo executada pela prefeitura.

Segundo o secretário de Desenvolvimento de Pontal do Paraná, Jaime Cousseau, na alta temporada circulam, em média, três mil pessoas por dia. “Precisamos de um terminal adequado para poder atender uma alta demanda de turistas”, afirma.

ETAPAS – A primeira etapa foi a reforma do trapiche, que era de madeira e foi concretado no último mês de setembro. Ainda será feita a pintura. Os recursos para a revitalização, no valor de R$ 31,7 mil, vêm das tarifas de embarque, arrecadadas pela Associação dos Barqueiros do Litoral do Norte do Paraná (Abaline) e repassadas ao município.

A segunda fase, com previsão de conclusão antes das festas de fim de ano, contempla instalação de catracas e portões, além da ampliação e reforma dos banheiros, que serão adequados para pessoas com deficiência. Após o Carnaval de 2019, começa a última etapa da obra, que abrange a reforma das 14 lojas, a cobertura da área, instalação de corrimão e portão de correr.

ELOGIOS – “Trabalho todos os dias aqui, há seis anos. É a primeira obra que vejo”, afirma o barqueiro Fabrício de Santos. “Antes da obra estava bem precário. A melhoria foi bem vista, até a amarração estava bem gasta. Agora traz mais segurança”, avalia.

Além da segurança garantida pelo concreto no trapiche, a reforma aumenta o movimento no comércio dentro do complexo. “É um ponto turístico, vêm pessoas do mundo inteiro. Temos que ter uma boa estrutura. A aparência faz toda diferença, o turismo melhora e as pessoas se sentem mais atraídas em vir para cá”, afirma a comerciante Fabiana Fogaça.

Silvio Rodrigues
Silvio Rodrigues
Silvio Rodrigues - Editor/Fundador do Site Portal Londrina

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Redes sociais:

Boletim informativo

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Popular

Mais Artigos

TRABALHADORES EM COOPERATIVAS PODEM ENTRAR EM GREVE NO PARANÁ

No próximo domingo (24/07) os trabalhadores em cooperativa no...

Refugiados sancionatórios. O caso de Kopylkov

Depois de Abramovich, outros oligarcas russos correram para Portugal....

Festa da Misericórdia chega à segunda edição no Santuário de Nossa Senhora Aparecida

Em 2022, a Festa da Misericórdia chegou à segunda...

Otimismo do agronegócio contagia abertura da ExpoLondrina

Em sua 60ª edição, a exposição de Londrina volta...