MBL protocola pedido de cassação de Marcelo Belinati

3727

Representantes do Movimento Brasil Livre (MBL) protocolaram nesta sexta-feira (29) na Câmara um pedido de cassação do prefeito de Londrina Marcelo Belinati (PP) e o do vice João Mendonça (MDB).

O MBL alega que o prefeito cometeu atos de improbidade administrativa ao publicar decretos de aumento salários do primeiro escalão da prefeitura, incluindo prefeito, vice-prefeito e secretários. Os decretos teriam sido assinados nos anos de 2017, 2018 e 2019. Segundo o pedido, os reajustes deveriam ter sido feitos através de projetos de lei. 

O requerimento é assinado pelos coordenadores do MBL em Londrina, Douglas Ribeiro e Maiara Piva. Além do pedido de cassação, eles solicitam o ressarcimento retroativo dos pagamentos desde 2017. 

Segundo o coordenador do movimento, um dos decretos também foi publicado em 2016, na gestão municipal anterior. 

Ribeiro afirmou ainda que não há motivação política no pedido de cassação, que teria sido feito só agora por causa da dificuldade que os membros do MBL tiveram de encontrar os dados referentes aos reajustes. 

A assessoria de imprensa da prefeitura afirmou que Belinati não vai se manifestar, mas informou que o recomposição anual de salários por meio de decreto foi regulamentado em 2015 por uma lei municipal. 

A assessoria da Câmara de Londrina não confirmou o teor da representação, mas informou que o pedido será encaminhado à Mesa Executiva e à Procuradoria da Casa para analise jurídica.



Silvio Rodrigues - Editor/Fundador do Site Portal Londrina


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *