Fotos: Rafa Catelan

202 dias. Esse é o período de tempo que se passou desde que os brutos haviam tocado nas pistas pela última vez, ainda na temporada passada. Entretanto, após negociações e aprovação de um rígido protocolo de conduta, a Copa Truck finalmente deu início a temporada 2020. A localidade foi o tradicional Autódromo Internacional de Cascavel, um percurso já conhecido pelos trucks e que sempre produz experiências competitivas e de alta velocidade.

A ausência de público e as condições especiais do evento, devido a pandemia do Covid-19, causaram uma certa estranheza no início, mas essas características rapidamente foram substituídas pela emoção de ver os brutos acelerando.

As atividades começaram cedo no sábado, dia 27. O primeiro treino livre, que teve início às 8h30, ficou marcado por um ótimo desempenho do piloto Felipe Giaffone, que concluiu o percurso na segunda posição. As condições de neblina fizeram com que a organização do evento adiasse por alguns momentos as próximas atividades, e os trucks somente retornaram para o segundo treino livre por volta das 10h15 da manhã. Isso apenas aumentou a expectativa dos fãs, que aguardavam com ansiedade a realização de duas provas importantes da etapa: a classificatória e a grande corrida de sábado. 
Com início por volta das 13h20, a classificatória não decepcionou quem esperava adrenalina e competitividade. Buscando uma boa posição, o bruto Felipe Giaffone teve um rápido início de prova. No entanto, durante uma tentativa de ultrapassagem, Felipe acabou escapando para fora da pista, caindo para a 14ª posição. Após se recompor, o piloto provou mais uma vez toda sua habilidade e técnica, subindo para a 2ª volta mais rápida e se qualificando para o Top Qualifying. Enquanto isso, o laranjalense Djalma Pivetta fazia um percurso cauteloso, finalizando na 15ª posição. No Top Qualifying, Giaffone encerrou no 6º lugar.

Se a classificatória havia sido marcada pela competição, a primeira corrida da temporada foi marcada por adrenalina. Infelizmente, Felipe Giaffone acabou tendo problemas com o Truck, o que o tirou da competição após 7 voltas. O show, no entanto, ficou por conta de Djalma Pivetta, que largou na 15ª posição e encerrou o desafio em 10º lugar, mostrando segurança e realizando uma ótima prova.

Agora, os brutos devem passar por acertos para a grande final de amanhã, que terá início às 13h00, onde serão revelados os três primeiros classificados para a final.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui